October 27, 2014

Juisi e a lenda do brechó com marcas japonesas

Vocês conseguem imaginar a felicidade da criança há 6 anos atrás - época que ninguém sabia patavina de importação online - de encontrar as suas primeiras peças de marca japonesa em uma loja LOCAL no BRASIL depois de ter (literalmente) sonhado com isso? Lembro até hoje do momento que bati os olhos no casaco da Putumayo e da h.naoto na arara do Juisi by Licquor, que eu tinha ido ingenuamente conhecer como fazia com todos os brechós. Acredito ter sido R$ 100 cada um, em perfeito estado, e que continuam firmes no meu armário como dois dos melhores e mais quentinhos agasalhos que tenho.

Depois disso continuei visitando a loja na esperança de encontrar mais peças de marcas de Harajuku, já que eles continuavam recebendo levas do Japão. No entanto, o máximo que me deparei foram itens mais casuais, como da Earth Music Ecology. A má notícia é que essa Juisi enorme que eu visitava fechou e virou Casa Juisi, que foca mais em aluguel, acervo e arte (que é incrível, mas não tem como levar embora aquelas belezinhas :P). A boa é que esse mês eles voltaram a abrir na mesma antiga rua do Jardins com parceria da marca fofa Laundry e o Tokyo Brands Project (TBP), que, pasmem: é uma importadora com algum esquema conjunto da Toyota que vai trazer peças de Harujuku, Shinjuku e Shibuya (!!!!!!!).

Eu precisava ver isso com meus próprios olhos e fui na primeira semana de lançamento.


O estabelecimento novo está mais compacto, com uma carinha mais de varejo do que brechó de montoeiras de roupas esmagadas, mas mantendo um estilo pessoal charmoso que já era esperado tanto da Juisi quanto da Laundry - a quantidade de produtos está proporcional ao espaço, que é dividido entre as marcas de forma bem equilibrada. A decoração e paisagismo é um show à parte, ficando fácil de visualizar e ficar um bom tempo olhando, experimentando e selecionando todas as peças especiais com calma em um ambiente confortável, bom atendimento e boa localização. 


Mas vamos ao que interessa à maioria aqui: as roupas do Tokyo Brands Project. Eu cheguei lá achando que seriam 1) de segunda mão e 2) que seria um grande catado de marcas aleatórias, porém eu estava enganada em ambas. 8D Todas as roupas são novas em folha, imaculadas e com etiqueta. As brands iniciais são as seguintes, sendo as três primeiras em maior quantidade: Titty & Co, Wakatsuki Chinatsu (wc), Chimera Park, Lead e Browny, Junior Sweet, Dukkah e Dispark, que são marcas da Wego

Também é válido vasculhar as araras da Juisi, porque sempre tem as peças japonesas usadas "perdidas" nelas! Nesse dia encontrei um trench coat bonitão da Uniqlo e um vestido incrível da A/T, que só não experimentei, porque "ah, se fosse preto...". :P

Camiseta sailor Browny R$ 95, cardigan Titty & Co R$ 144, moletom Dispark R$ 130, camisa mint Titty & Co R$ 146.

Moletom WC R$ 155, vestido "hello" Browny R$ 185, vestido unicórnios Dispark R$ 153, vestido renda WC R$ 228.

Essa é só uma amostra do que tinha por lá, mas são 2 araras cheias de roupas adoráveis. <3 O que tinha mais eram vestidinhos, camisetas, blusinhas, peças de meia estação e jaquetas. Em menor número calças e apenas um modelo de saia. No futuro (previsão de 6 em 6 meses) devem aparecer produtos masculinos, acessórios e uma variedade maior de estilos, já que essa primeira leva é no geral bem girly/seiso/otona kawaii que deve agradar especialmente as gyarus de plantão. Os tamanhos são aqueles que vocês já sabem: muitos são únicos e vão de pequenos há muito pequenos. :P Ok, na verdade é P e M, mas é o P e M japonês.

Enfim, pirei, achei revolucionário. Poder comprar em loja local é uma benção: ver o produto na sua frente, NOVO, poder experimentar, escolher, não pagar frete, shopping service, alfândega, correr risco do correio perder seu pacote, esperar 2 meses, etc. Achei R$ 100 em camisetas um pouco demais, mas as jaquetas e casaquinhos em geral estão com preços muito bons levando em conta todas essas vantagens!

As características da moda japonesa podem ser apreciadas por todos, afinal a qualidade é incrível, muitas das tendências do mainstream tem suas origens lá e esses designs em particular estão bem acessíveis ao gosto da maioria, mas essa é uma oportunidade de ouro pra quem sempre gostou de j-fashion e eu espero que a gente ainda veja esse mercado sair da informalidade e crescer muito mais! Então não esqueçam de comentar aí quais marcas vocês gostariam que trouxessem! 


Se você vai de metrô, é só sair da estação Consolação e descer a Rua Augusta até chegar na Alameda Tietê, super fácil!
E se você não for de SP, acho que podem ficar tranquilos: pelo que eu entendi, a TBP lançará uma loja online em breve. [edit: AQUI a loja, no Rakuten brasileiro, e surpresa: também está à venda no nosso le café AQUI! :D]

Alameda Tietê, 168 (sobreloja simpática com varanda "mori")
(11) 3064-4661
13:00 às 20:00

20 comments:

  1. "ah, se fosse preto..." resume toda a minha vida 8D embora novamente eu esteja numa fase de tentar por mais cor na minha vida.
    Já estava chorando as pitangas por a loja ser em SP, mas o anúncio da loja online em breve me animou! Se bem que o lugar é bem fofo, dá vontade de ir pra Sampa conhecer!

    A qualidade das pelas parece ótima, fiquei apaixonada! Iniciativa bem interessante, espero que venham mais coisas <3

    ReplyDelete
    Replies
    1. every single time! haha eu já tentei, mas sempre volto pro preto, nenhuma outra cor pode separar o nosso amor. ;x
      ahh vale a pena visitar quando você vier pra sp novamente, anne! até porque é perto da augusta/paulista, vale o passeio pra muitas outras coisas!
      sem dúvida, e estamos todas na torcida!

      Delete
  2. Aaah uma professora minha que é ~dos esquemas~ falou sobre a reabertura dessa loja, achei que seria mais brechózão mesmo! haha
    Mas parece muito fofa e é uma ótima notícia que estão trazendo roupas importadas novas. As peças são uma graça, fiquei com mais vontade ainda de conhecer :D

    ReplyDelete
    Replies
    1. na verdade fiquei surpresa de não ver ninguém mais falando à respeito, a jusi já era super conhecida como brechó "fashionista" por causa da curadoria de peças deles, o que fazia não ser apenas um mero brechó como qualquer outro.
      mas enfim, é um alívio que voltaram e essa proposta nova é promissora mesmo!

      Delete
  3. Que incrível, Rika! Eu adoro esse seu tipo de post e quero muito conhecer o local. Eu adorei aquela camisa de gola redonda esverdeada! A camiseta sailor é linda também!

    ReplyDelete
    Replies
    1. que saudade, rê! e que bom que gostou do post, de verdade! eu ainda quero continuar minha série do "brechós de sp" aqui no blog, só falta tempo...
      aquela esverdeada é muito seu estilo, né? :D

      Delete
  4. beautiful images dear!

    http://modaodaradosti.blogspot.com/

    ReplyDelete
  5. que lugar mais encantador!
    Também acho 100+ um tanto over para camisetas, mas para vestidinhos e as jaquetinhas... podendo provar, não ter que depender de correios, com tanta coisa linda, só vejo vantagem *----*
    a decoração, a vibe do lugar parece tão tri! Adoraria poder visitar esse lugar quando eu voltar a SP ♥
    amei o post!!

    ReplyDelete
    Replies
    1. que bom que gostou! eu também achei positivo demais, um sonho ter isso em loja física bacana!
      volte logo! ;_;

      Delete
  6. Replies
    1. woohoo! depois me conta se comprou algo! :D

      Delete
  7. Mortíssima com essa loja! Que coisa mais fofa! Preciso dar uma passada lá :D

    ReplyDelete
    Replies
    1. oi, dasty! né? não morre antes de ir! :B

      Delete
  8. I want it alll <3

    http://fridaynightstyle.com/

    ReplyDelete
    Replies
    1. we all do! ;D thanks for commenting!

      Delete
  9. Li esse post mês passado. Demorou, mas vim deixar meu comentário!! xDD

    Poxa, é esse tipo de loja que eu queria virando a esquina da minha casa! Só a visita a um ambiente lindo desses vale a pena! Lembra muitíssimo as stores que a gente vê na Tokyo Telephone! <3 Amei, amei, amei! E aquele vestido 'Hello'... Eu quis! *3*

    Rika, amo esses seus posts! Nem preciso dizer que sou fã das suas fotografias!

    ReplyDelete
    Replies
    1. haha tenho levado mais ou menos isso pra comentar nos outros blogs também!

      temos que ver pelo lado positivo: sendo longe vamos economizar. :x mas tem razão, não são todas as lojas que se atentam a detalhes de decoração mais intimista, se limitando a espaços utilitários, porém sem vida. as lojas japonesas por mais espremidas que sejam, sempre tem uma certa personalidade nelas.

      ai, muito obrigada mesmo, sayaka, seus comentários são sempre um incentivo! queria estar podendo postar mais... e deu pra notar que troquei de câmera? :3

      Delete
    2. Exato! As lojas de lá são bem pequenininhas, mas parecem crescer justamente pela decoração!
      Eu gostei demais: tem até um boneco no cenário! Isso me lembra tanto a Grimoire! E a ideia de cultivar plantinhas em poltronas antigas?! Nossa!!! <3

      Ah, que isso!! Os comentários nem chegam aos pés das fotos! Não sou graaande perita para notar que você havia trocado de câmera, porque acho que você faz um ótimo trabalho com seu equipamento, mas a iluminação e as cores parecem diferentes das demais postagens, parecem mais claras! Mas acredito que tenha sido sua intenção! A sua máquina anterior não trocava lente, né?

      Delete
    3. eu adoro a bagunça organizada dos japoneses. 8D mesmo com a falta de espaço eles sempre dão um jeito de compensar. e você reparou no boneco! eu tentei tirar uma foto dele, mas não ficou certa, então ficou só ali no cantinho mesmo. heh
      imaginaaa! e é isso mesmo! a nitidez e a qualidade da imagem como um todo é diferente. não é ainda a ideal, mas a forma de fotografar já tem que ser outra.

      Delete